segunda-feira, 2 de novembro de 2015

Dependência Química: Saiba Como e Onde Procurar Ajuda

Grupos de apoio


As famílias jamais devem ficar sozinhas quando precisarem buscar uma solução para a dependência química. Nesse sentido, o melhor caminho é buscar um grupo de apoio. Porém, existem determinadas situações em que o problema enfrentado já alcançou um nível grave, fazendo com que a família necessite internar o viciado.



Grande parte das famílias que possuem condições financeiras para tal, têm algumas alternativas. Aquelas que não possam arcar com essa despesa e residam no estado de São Paulo, podem recorrer ao CRATOD (Centro de Referência de Álcool, Tabaco e Outras Drogas). Essa ajuda destinada à população provém de um convênio firmado entre as secretarias de Saúde e Justiça.

Necessidade de internação do dependente


Ao descobrir que o filho é usuário de drogas, a primeira recomendação é para que os pais recorram ao citado CRATOD. Em parceria com o estado de São Paulo, a OAB passou a prestar um serviço voluntário em benefício das mães e famílias, buscando minimizar seu sofrimento.

Após chegar ao CRATOD, a mãe passará por uma triagem, sendo encaminhada ao setor jurídico na sequência. Vale lembrar que este departamento está localizado na Rua Prates nº 165 - Bom Retiro, e presta atendimento de segunda à sexta-feira, das 09 às 13h. Uma vez lá, a mãe será atendida por um advogado voluntário, que examinará o caso e proporá uma ação com o intuito de disponibilizar uma vaga ou para que aquele familiar seja analisado a fim de, eventualmente, ser internado.

A internação pode ser voluntária ou involuntária. No segundo caso tem-se a internação compulsória, determinada por um juiz. De qualquer modo, todas as internações dependem de um laudo médico. Portanto, familiares ou amigos do dependente, devem se dirigir ao CRATOD para obter um exame clínico, avaliação imprescindível para que a internação possa ser concretizada.

Caso os pais possam comparecer ao CRATOD em companhia do filho dependente, o processo se torna mais fácil e rápido. No entanto, na prática, muitos não conseguem convencer o dependente a ir ao local. Assim, geralmente o familiar vai sozinho e pede para que o centro de saúde (situados em diversos bairros) possa designar alguém para se dirigir até a residência do dependente ou o lugar onde ele esteja, e esse profissional ficará encarregado de fazer o exame.

Documentação para a triagem


Para realizar a triagem, é necessário apresentar as carteiras de identidade do familiar postulante à vaga e do próprio dependente. Qualquer indivíduo que contenha uma ligação íntima com o dependente pode se responsabilizar pelo pedido de internação. Logo, além de pais, mães e demais familiares, é muito comum que outros companheiros intervenham em nome dos parceiros. Possivelmente devido a outros problemas, com frequência, os avós costumam liderar o número de pedidos de internações dos netos.

Força-tarefa contra as drogas


Embora exista o interesse em levar a experiência para outras cidades e estados, por enquanto o CRATOD é um sistema exclusivo da cidade de São Paulo. Cabe ressaltar que o objetivo do programa é justamente atender às pessoas menos favorecidas financeiramente. Para isso, a OAB dispõe de 60 advogados que trabalham gratuitamente. Também é importante destacar o perfeito entrosamento entre o Ministério Público, OAB e Poder Judiciário. Afinal, para enfrentar o problema relacionado às drogas é preciso estabelecer um mutirão pela vida. Devido à gravidade do problema, a internação não é o único recurso capaz de resolvê-lo. Ela precisa ser acompanhada de um trabalho de reinserção social do indivíduo.

ONG Amor Exigente


É importante enfatizar que a ONG Amor Exigente disponibiliza voluntários situados na sede do CRATOD. São pessoas que têm a tarefa de fornecer todo o apoio necessário para que a família consiga passar pelo difícil processo de recuperação de um dependente químico. A Amor Exigente organiza diversas reuniões de dependentes e oferece uma lista dos locais que possuem grupos de apoio.

Vale salientar que a disponibilidade das vagas não é uma responsabilidade da Amor Exigente, mas sim do estado de São Paulo. O objetivo da entidade é apoiar e incentivar às famílias para que elas não desistam, uma vez que a vaga pode estar indisponível momentaneamente.

Ao todo, a Amor Exigente contém mais de 800 grupos de apoio cadastrados em todo o Brasil. Além disso, a ONG já conta com grupos na Argentina e Uruguai.

Independentemente da localização do grupo de apoio da Amor Exigente, o indivíduo não deve hesitar em buscar essa ajuda. Uma vez lá, o dependente não será discriminado, mas sim incentivado a mudar seu comportamento. Muitas vezes, as famílias buscam a internação como uma forma de se livrar do problema, mas esse não deve ser o objetivo. A internação deve ser encarada apenas como parte do tratamento da dependência química. A outra parte caberá à família, por meio da participação em grupos de apoio.

A Amor Exigente é aberta à visitação de todas as pessoas, sejam elas dependentes químicas ou não. Cabe enfatizar que a ONG também foca suas ações sobre a prevenção, seja ela universal (antecedente aos acontecimentos ruins), secundária (quando o problema já está instalado), terciária (quando o indivíduo já está em tratamento), e até a quaternária (quando o dependente já concluiu a terapia e está em fase de reinserção social).

Portanto, seja apenas para conhecer ou comparecer após a finalização do tratamento, a Amor Exigente sempre manterá as portas abertas. Mesmo que o indivíduo não tenha nenhum problema relacionado à dependência química, é interessante conhecer a ONG, pois ela é baseada em 12 princípios que podem mudar a vida de qualquer pessoa. Esses princípios fazem com que o participante busque autoconhecimento e eleve sua própria autoestima. É por isso que o trabalho da ONG é sinônimo de qualidade de vida.

Para encontrar a unidade da Amor Exigente mais próxima, basta acessar o site www.amorexigente.org.br, e utilizar o campo de busca. Caso o interessado não tenha acesso à internet, ele poderá entrar em contato com o escritório da ONG por meio do telefone (19) 3252-2630.

Reuniões de apoio da Amor Exigente


As reuniões são realizadas por grupos de auto e mútua ajuda, os encontros ocorrem todas as semanas e tem duração de 2h cada. Muito simpática, a metodologia aplicada pela ONG é composta por uma apresentação inicial da entidade, seguida de um momento de espiritualidade pluralista, independentemente da religião adotada pelos presentes.

Na sequência, é aplicado o princípio do mês vigente. Em setembro (mês 09), por exemplo, a abordagem recai sobre o princípio do "grupo de apoio": "Sozinhos estamos perdidos. Em comunidade, encontramos a nossa força". Por exemplo, a mãe de um dependente químico, o qual esteja quebrando todos os objetos da residência, está sozinha. Porém, se buscar auxílio de um grupo de apoio, ela encontrará forças para dizer ao filho que não aceita violência e que ele precisa de ajuda, a qual será oferecida por ela. Para tomar essa atitude é fundamental que o familiar esteja amparado, pois sozinho ele será incapaz de efetuá-la.

Depois da reflexão sobre o princípio vigente, tem início a reunião propriamente dita. Nesse momento, o indivíduo tem abertura para falar, expondo aos outros como ele está se sentindo naquela semana, além das mentiras e a violência que estejam perdurando em sua família. O grupo ouve todo o seu discurso, pois o objetivo é acolher, e não julgar. Ao término, alguém do grupo concede um retorno positivo sobre o depoimento. Não se trata de achismos ou conselhos, na verdade, o intuito é lembrar que há esperança, e que cada um dos presentes tem ou teve a mesma experiência.

Vale destacar que o grupo não se resume à depoimentos e conversas, e estimula a ação. Para encerrar, todos são incentivados a estabelecer uma meta. Cada um deve pensar sobre algo que pode ser feito durante a semana para que possa se sentir cada vez melhor. Se a meta for cumprida, ela será comemorada na semana seguinte. Caso contrário, os voluntários se colocarão à disposição para realizar o cumprimento daquela meta, mas sem que haja nenhum tipo de cobrança.

O grupo também tem um código de sigilo. Tudo o que é ouvido durante as reuniões permanece ali. Essa certeza de que os participantes não serão expostos ao ridículo ou ao julgamento dos outros é o que enriquece as reuniões.

Indicações para tratamento


Toda unidade da ONG Amor Exigente possui uma lista para indicar alguns locais de tratamento. Entretanto, não se trata somente de informar nomes de instituições. Na verdade, a entidade armazena as experiências relatadas por pessoas que visitaram aqueles locais. Portanto, a Amor Exigente faz indicações com base nos resultados satisfatórios obtidos pelas famílias que participam ou participaram das reuniões.

Além da referida ONG, o interessado também poderá recorrer a OAB de sua cidade ou ao Ministério Público. Afinal, todas as pessoas têm direito a receber um tratamento digno e justo. Esse direito deve ser pleiteado, o que poderá ocorrer mediante ingresso à justiça.

Tratamento contínuo


Existem pessoas que já se submeteram a tratamentos no passado e que, após sofrerem alguma decepção, acabaram retomando o uso das drogas. Depois dessa recaída, esses indivíduos tendem a recusar a realização de outra terapia. No entanto, a família deve insistir, pois o tratamento é contínuo. Embora a dependência química seja uma doença crônica e progressiva, a solução pode ser encontrada através da recuperação do dependente.

Logo, a família não deve desanimar devido ao número de internações, que podem se repetir várias vezes. Quando o dependente sofre uma recaída, isso não significa que ele retornou à estaca zero e que todo o trabalho de recuperação efetuado foi em vão. A cada recuperação o indivíduo adquire mais um instrumento necessário para conseguir mudar seu próprio comportamento.

Durante esse trajeto marcado pela persistência, é fundamental que a família não esteja só. É extremamente importante que ela sempre possa contar com a ajuda de um grupo de apoio. O dependente deve ser incentivado a participar dessas reuniões independentemente da entidade, seja a Amor Exigente, Alcoólicos Anônimos ou Narcóticos Anônimos, por exemplo. Toda essa ajuda proporciona uma grande diferença sobre o processo de recuperação. Além disso, também existe o auxílio profissional, que pode ser facilitado e acelerado pela participação da OAB.

Internação motivada por decisão judicial


Ocasionalmente, o dependente químico pode ser detido, devido ao porte de drogas. Após a soltura, pode ser expedida uma decisão que obriga o indivíduo a comparecer a uma instituição de tratamento periodicamente a cada seis meses. Essa ordem decorre de um procedimento criminal. Mesmo que o dependente descumpra a decisão judicial, nada impede que a família pleiteie um pedido de avaliação do estado do indivíduo. Conforme conclusão dessa análise, a internação será concedida.

O pedido de internação pode ser feito na seda da OAB do município ou junto à Defensoria Pública. Ambos os órgãos poderão ingressar na justiça com as medidas cabíveis a fim de assegurar a realização de um tratamento adequado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário