maracuja

O Poder das Frutas!

Category Saúde

Fruta não é apenas banana e maça!

Normalmente, os brasileiros costumam consumir muitas maçãs e bananas, que são as frutas mais comuns. Entretanto, é importante acrescentar outras variedades ao cardápio.

Maracujá

As propriedades do maracujá são altamente concentradas em suas sementes. A casca da fruta contém uma substância chamada maracugina, que exerce um efeito calmante e sedativo. Logo, o maracujá acaba se tornando uma fruta indispensável para as pessoas que apresentem dificuldade para dormir ou sejam muito ansiosas.

As sementes podem ser usadas no preparo de sucos ou para temperar saladas, agregando mais valor nutricional à refeição. No caso do suco, é importante usar uma peneira que não seja tão fina, para assim evitar perder as propriedades importantes do maracujá. Além disso, as sementes podem ser ingeridas puras. Caso o aroma esteja excessivamente azedo, uma alternativa é usar algumas gotas de adoçante para equilibrar o paladar.

A casca do maracujá também é rica em fibras, as quais são solúveis, o que significa que elas serão absorvidas pelo organismo. Desse modo, a casca ajuda o metabolismo quanto à redução do colesterol. Para consumir a casca, uma opção é desidratá-la e tritura-la no liquidificador, convertendo-a em uma farinha, que pode ser utilizada para enriquecer a alimentação, seja colocada num iogurte ou mesmo sobre o arroz ou feijão (desde que eles já estejam prontos).

Cabe ressaltar que o maracujá também possui alta concentração de vitamina C, o que o transforma em uma boa fonte antioxidante. No caso das mulheres, essa propriedade é interessante para a manutenção da boa estética. Por fim, vale lembrar que o maracujá também contém boas porcentagens de zinco e ferro.

Melão

melaoO melão é outra excelente fruta, principalmente para ser consumido no verão, devido ao seu alto poder diurético. Assim como o abacaxi, mais de 80% da fruta é composta por água. Além disso, o melão exibe um poder sedativo semelhante ao do maracujá. Logo, quando consumido durante o período noturno, ele também auxilia no relaxamento corporal. Entretanto, trata-se de uma fruta coadjuvante nesse aspecto, não sendo a melhor escolha para tal tratamento.

A fruta é igualmente propícia para pessoas que estejam realizando dietas voltadas ao emagrecimento, pois possui uma considerável quantidade de fibras, as quais poderão trazer amplos benefícios para a mucosa intestinal, facilitando o funcionamento do intestino.

Em excesso, nenhuma fruta é positiva. No caso do melão, o ideal é a ingestão de até duas fatias (largura de um dedo, aproximadamente) por porção.

Abacaxi

O abacaxi pode ter seus efeitos intensificados devido à adição de ervas, como hortelã, salsa e couve, as quais potencializam a absorção de ferro. Logo, essas misturas são excelentes para prevenir o escorbuto e as deficiências de ferro que possam acometer o organismo. O abacaxi é extremamente rico em vitamina C, responsável por aprimorar a captação de ferro, elevando os níveis desse nutriente no organismo.

Além disso, o abacaxi também pode ser ingerido como sobremesa, após uma refeição composta, por exemplo, por arroz, feijão e verduras verde-escuras.

Pera

A pera é rica em pectina, que é uma variedade de fibra. Uma vez no estômago, a pectina se transforma em uma substância gelatinosa, gerando a sensação de saciedade com muito mais facilidade. Assim, a pera é uma excelente alternativa para o consumo entre os períodos intermediários do dia.

Por ser diurética, a pera também auxilia pacientes com problemas intestinais ou relacionados às funções gástricas.

Mamão e manga

As frutas com coloração mais alaranjadas e amarelas são grandes fontes de betacaroteno, que é um precursor da vitamina A. O betacaroteno é uma substância fundamental para o sistema imunológico. Assim, crianças ou adultos que estejam sofrendo problemas associados ao sistema imunulógico devem priorizar o consumo dessas frutas, que também atuam na proteção do tecido cutâneo, além de ajudar a prevenir alguns tipos de câncer.

O consumo de meio mamão por dia já supre quase 100% da vitamina A requerida pelo organismo. Porém, cabe observar que suas sementes também devem ser ingeridas. A funcionalidade do intestino sofre uma profunda influência dessas sementes. Portanto, é interessante consumir ao menos uma parte delas. As sementes do mamão agem sobre os movimentos peristálticos, necessários para a excreção do bolo fecal.

Goiaba

Teoricamente, muitas pessoas excluem a goiaba da dieta por acreditar que ela seja muito calórica. Na verdade, é importante esclarecer que todas as frutas possuem frutose (açúcar natural desses alimentos). Assim, em vez de retirar as frutas do cardápio, basta administrar a sua ingestão com parcimônia.

A goiaba é bem interessante para pessoas que apresentem síndromes intestinais, como a diarreia, já que a fruta ajuda a retardar a função do intestino. Seguindo o mesmo raciocínio, pessoas que possuam constipação intestinal devem evitar seu consumo. Ademais, a poupa da goiaba (mesmo a branca) também contém betacaroteno.

Segundo um estudo, a ingestão diária de um pedaço de goiaba ajuda a reduzir os riscos de câncer e minimizar problemas relacionados à pressão arterial e ao colesterol. Apesar dessa fruta apresentar inúmeros benefícios, ela deve ser consumida com moderação, assim como as outras.

Abacate

O abacate é rico em ferro, ajudando a repor parte do nutriente que é perdido principalmente durante o ciclo menstrual das mulheres. Além disso, a fruta também ajuda a equilibrar os níveis hormonais femininos, deixando as mulheres mais calmas durante as fases de alteração hormonal.

Com relação à porção de consumo, 2 a 3 colheres de sopa diárias são o suficiente, o que equivale a 1/4 do abacate. A fruta pode ser armazenada na geladeira sem ocasionar perda das propriedades. Por sinal, uma dessas substâncias é um potente antioxidante que elimina quase 30 agentes cancerígenos. Assim, o abacate é uma fruta é indispensável, principalmente para pessoas que apresentem histórico familiar positivo para o desenvolvimento do câncer. O ideal é consumir o abacate duas vezes por semana.

Vale ainda destacar que o abacate é rico em gorduras monoinsaturadas, responsáveis pelo aumento dos níveis de HDL (colesterol “bom”) no sangue, além de reduzir os índices do LDL (colesterol “ruim”). Portanto, a fruta é excelente para realizar a manutenção do perfil lipídico.

Rambutan, Kino, Granadilla, Pitaya… Isso também soa como grego para você? Clique a seguir para conhecer as propriedades e benefícios dessas frutas exóticas.